Módulos de segurança intrínseca

Nossos módulos de segurança intrínseca conectam equipamentos com classificação de segurança intrínseca, como transmissores, solenoides, sensores de proximidade e conjuntos encapsulados, com sistemas de controle. Uma abordagem de segurança intrínseca pode ter custo mais otimizado que outras estratégias de proteção/redução de área classificada em locais de Classe l, Divisão 1 (Zonas 0 e 1).

Barreiras de conversores cód. cat. 937C

Barreiras de conversores 937C

Nossas barreiras de conversores cód. cat. 937C adicionam a funcionalidade aos isoladores recebendo sinais de um instrumento de área perigosa, como sensores de temperatura, ou células de carga, e depois as convertem em um sinal industrial padronizado como 0/4…20 mA ou 0/2…10 V. Unidades de avaliação de pulso processam um sinal de frequência na entrada. Um sistema de monitoração de falha em condutor sinaliza um condutor aberto ou com curto-circuito nos cabos de sinal.


Barreiras isoladoras cód. cat. 937T

Barreiras isoladoras 937T

Nossas barreiras isoladoras cód. cat. 937T incluem isolamento a transformador ou óptico galvânico, esses módulos proporcionam uma interface no circuito de segurança intrínseca que fica eletricamente separado do sistema de controle. Uma importante vantagem das barreiras isoladas é que elas não exigem um aterramento entre o módulo e o dispositivo de segurança intrínseca. Disponível em larguras de 12,5 mm (0,5 pol.) e 20 mm (0,8 pol.).


Barreiras zener cód. cat. 937Z

Barreiras zener 937Z

Nossas barreiras zener cód. cat. 937Z proporcionam proteção para sinais elétricos em áreas perigosas. Essas barreiras apresentam um perfil estreito de apenas 12,5 mm para maximizar o espaço no painel de controle. Elas também impedem a transferência de alta energia inaceitável da área segura para a área perigosa. Nossas barreiras zener incluem polaridade positiva, o que significa que os anodos dos diodos zener estão aterrados. Dependendo da aplicação, os parâmetros de segurança intrínseca aumentados ou reduzidos aplicam-se a conexões seriais ou paralelas.